• Persa Planejamento Financeiro

COMO TER EQUILÍBRIO ENTRE CURTO E LONGO PRAZO NAS FINANÇAS E NOS INVESTIMENTOS

Quando falamos em Finanças Pessoais logo vem à nossa mente os conceitos de Foco, Organização e Planejamento Financeiro. Mas ressaltamos, como já fizemos nos nossos artigos anteriores, que investir pensando somente no longo prazo não é o ideal; há que se buscar o equilíbrio.


O investidor deve conter a sua ansiedade ao planejar seus investimentos e escolher os melhores produtos financeiros para a sua realidade. Em outras palavras, investir somente faz sentido quando objetiva à realização das suas metas e objetivos tanto de curto quanto de longo prazo (e no médio também!).


Devo Investir ou viver o presente? É interessante analisarmos que muitas pessoas acham que poupar dinheiro para realizar algum sonho no futuro significa não fazer consumos no momento presente. E, naturalmente, isso se torna uma grande dificuldade para as pessoas se tornarem investidoras. Contudo, este pensamento não deve prevalecer, pois ele gera sentimentos e dilemas que são difíceis de conciliar. Muitas pessoas também acreditam que, para investir, precisam trocar algo certo e imediato pela possibilidade remota de realizar um objetivo no futuro. E, assim, na maioria das vezes, as questões de curto prazo acabam vencendo.


E quando apenas o futuro interessa? Na outra ponta existem sim pessoas que levam a ideia do longo prazo além do necessário. Nesses casos, o que vemos é que tais pessoas começam a não viver o presente em função tão somente do futuro. Em outras palavras, essas pessoas adotam uma atitude extremamente direcionada ao objetivo de guardar dinheiro, mas de uma forma que ultrapassa o limite do saudável. Assim, essas pessoas acabam sendo rotuladas de mesquinhas e isso pode impactar fortemente de forma negativa em suas vidas, pois tomam atitudes que prejudicam o bem-estar no momento presente em nome de guardar dinheiro para o futuro.


Qual é a importância de equilibrar as finanças? Como vimos então, não faz sentido a pessoa viver apenas o presente sem pensar no futuro; assim como também não faz sentido viver somente em função de investir, pois isso pode fazer com que a pessoa deixe de vivenciar experiências únicas hoje em sua vida.


Assim, podemos perceber que a palavra-chave é buscar o equilíbrio entre a realização dos projetos de longo prazo e de curto prazo (incluindo os de médio prazo também). Atitudes simples que você tem no seu dia a dia já ajudam a buscar esse equilíbrio, fugindo assim do endividamento, evitando o parcelamento de compras, dentre outras.


A nosso ver a pessoa deve viver dentro das suas possibilidades financeiras. Além disso, você não deve nunca se esquecer de determinar um valor que precisa para investidor com frequência. É aí que o planejamento financeiro entra.


O Planejamento Financeiro vai te ajudar a definir em quais setores da sua vida você gasta mais dinheiro. Assim, é possível analisar a sua qualidade de consumo e encontrar oportunidades para adaptar as suas despesas e ter um orçamento mais condizente com a sua realidade.


Como ter equilíbrio nos investimentos? Ponto de vital importância é a obtenção do equilíbrio de curto, médio e longo prazo nos investimentos. Via de regras, podemos aferir que as pessoas que poupam também investem esse dinheiro com o objetivo de usá-lo em algum momento, como, por exemplo, a aposentadoria, visando uma melhor qualidade de vida no futuro. As pessoas também investem para realizar outros sonhos, como fazer uma viagem, comprar uma casa ou realizar diversos projetos.


Assim, podemos concluir que, quando você for investir, tente sempre equilibrar todos esses pontos que acima mencionamos. Assim, não concentre os seus investimentos tão somente objetivando gastá-lo, pois agindo desta forma você nunca verá os benefícios dos juros compostos.


Ressaltamos: a ação dos juros compostos requer tempo. Portanto, não adianta você ser capaz de poupar sempre se ela também está sempre gastando logo em seguida. É importante que você saiba como juntar dinheiro para o longo prazo. E isso significa que é essencial, vital ter um equilíbrio entre poupar e investir, sempre tendo em mente os objetivos de curto prazo, bem como aqueles de médio e de longo prazo.


Portanto, podemos aferir que você não deve nunca negligenciar a economia e nem os investimentos. Deve sempre buscar o equilíbrio dessas duas atitudes para ter uma vida melhor, uma vida de paz na sua esfera financeira.


Como fazer um planejamento financeiro e traçar objetivos? E aí vem a pergunta: como fazer um planejamento financeiro e traçar objetivos de investimentos de curto, médio e longo prazo? A resposta é a de que é fundamental que você crie estratégias para conquistar resultados de acordo com as suas necessidades, tais como:


  • Estruturar uma planilha de controle financeiro, analisando suas fontes de receita e verificando o seu real ganho líquido;

  • Anotar todas (sim todas) as suas despesas, sejam elas fixas ou variáveis;

  • Estabelecer o valor que você utilizará para investir mensalmente visando alcançar seus objetivos;

  • Definir se o cumprimento das suas metas poderá ser feito em curto ou longo prazo;

  • Escolher os investimentos adequados de acordo com o seu perfil de investidor e com o período para usufruir do dinheiro.


Pois bem, agora você bem sabe que investir no longo prazo não significar deixar de viver o presente, realizando metas de curto e médio prazo. Assim como tudo na vida, o equilíbrio é fundamental para ter mais qualidade de vida no futuro e realizar seus sonhos.


Faça como nossos clientes Persas: com determinação e disciplina, as suas conquistas financeiras poderão ser cada vez melhores!


Gostou do artigo e quer ajuda no seu planejamento financeiro? Nós da Persa Planejamento Financeiro podemos te ajudar!


Saiba mais em: www.persafinancas.com


Instagram: https://bit.ly/2PANIBK


Youtube: http://bit.ly/3e6v9j2


Linkedin: https://bit.ly/309LFXo


Facebook: http://bit.ly/3c0NbAH




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo